Relembre as cinco competências cobradas na redação do Enem

A prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) exige que os participantes do exame mobilizem uma série de conhecimentos para a produção textual. Desse modo, é preciso dominar as regras da norma-padrão da língua portuguesa.
Para além disso, o candidato precisa ainda interpretar bem o tema, usar o seu repertório sociocultural e saber estruturar bem o texto. Todos esses elementos e muitos outros são exigidos na prova de redação de forma muito rígida.
Por isso, a avaliação da prova é feita a partir de cinco competências estabelecidas pelo Inep, autarquia do MEC responsável pelo exame. Cada uma delas vale até 200 pontos, somando a nota máxima da redação, que é de 1000 pontos.

Competência I
A competência I exige do candidato o domínio da escrita formal da língua portuguesa. Todo o texto deve ser escrito de acordo com as regras gramaticais e ortográficas, pois haverá a análise das estruturas sintáticas, da concordância nominal e verbal, da pontuação e da acentuação das palavras. Portanto, o conhecimento formal sobre os usos da língua é crucial.

Competência II
Já a competência II analisa a interpretação do tema proposto. Um dos erros cometidos pelos candidatos que prejudicam muito a nota final da redação é a fuga ao tema. Portanto, é preciso interpretar a proposta de escrita com cuidado.
A 2ª competência exige que o correto desenvolvimento do tema proposto por meio de texto dissertativo-argumentativo. Desse modo, é preciso também saber compor a redação de acordo com o tipo textual especificado.

Competência III
Já a argumentação é cobrada na competência III, pois ela exige a capacidade de compreensão do tema e de usar repertório sociocultural em argumentação na defesa de um ponto de vista.
O avaliador irá analisar se há ou não evidência de um projeto de texto, ou seja, como os argumentos foram dispostos ao longo do texto. Por isso, é preciso selecionar bem ideias, argumentos, fatos, citações etc. Além da organização, a forma como esses elementos foram relacionados também será avaliada.

Competência IV
A competência IV diz respeito aos mecanismos linguísticos para realizar a argumentação. Por isso, o texto deve trazer elementos de coesão. O avaliador irá analisar a coesão interparágrafo e interfrasal, a repetição de palavras e articuladores e monobloco.
Assim, é preciso estabelecer relação entre todas as partes do texto. O uso de sinônimos também é bem visto pois evita a repetição de vocábulos, tornando o texto mais fluido. O monobloco afeta de forma negativa a nota. Portanto, não esqueça de dar espaço na primeira linha de cada parágrafo para marcar a divisão do texto.

Competência V
Por fim, a competência V exige a elaboração de uma proposta de intervenção, em consonância com os direitos humanos. O tema da redação do Enem costuma trazer assuntos da atualidade, principalmente no contexto do Brasil, que trazem abordam algum problema. Diante disso, o candidato deve propor uma solução em conformidade com a sua linha de argumentação.
A proposta de intervenção deve conter os seguintes elementos: uma solução (ação) para resolver o problema; quem deve resolvê-lo (agente); como isto deve ser feito (meio); e para quê (finalidade).