Rotina de estudos é essencial para bom desempenho no Enem

Faltam menos de cem dias para o primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Ainda dá tempo para se preparar, mas é bom traçar uma estratégia.
Um jeito de fazer isso é imaginar uma maratona, em que é preciso enfrentar o cansaço, os obstáculos emocionais e não desistir até o momento de cruzar a linha de chegada.
O portal de notícias UOL ouviu especialistas para compilar as melhores dicas. Eles dizem que os alunos devem respeitar os seus ritmos, montar cronogramas, criar guias de estudos e fazer muitos simulados.
Como primeiro exemplo citam a agenda de estudos, individual e feita sob medida, priorizando as maiores dificuldades de cada aluno, sem abandonar as matérias com as quais você possui mais facilidade.
Para isso, seja sincero consigo mesmo, fazendo uma análise das matérias que não domina e ainda não estudou. Elas devem ter prioridade em seu calendário de estudos.
“A orientação é que o estudante faça uma reflexão em relação à sua formação e sobre quais são as suas fortalezas e pontos a desenvolver”, diz Madson Molina, coordenador do Curso Anglo, recomendando fazer uma lista de assuntos a serem mais explorados.
Para isso, facilita muito consultar os exames anteriores para ver quais temas já caíram e quais têm mais possibilidade de serem selecionados.

Momento de lazer
Não se esqueça de colocar nesse planejamento alguns momentos de lazer e de descanso, sem exageros, e conciliá-los com o resto dos estudos.
Cláudio Falcão, diretor do Sistema de Ensino pH, afirma que o cronograma de estudo deve ir até a semana que antecede a prova. “Organize os seus horários e mantenha as atividades que contribuam para a sua estabilidade emocional”, diz.

Como começar?
Todos os dias, antes de iniciar o seu cronograma diário, reserve os 20 minutos iniciais para pesquisar e aumentar o seu repertório sobre os possíveis temas que possam cair no Enem.
Uma vez por semana, crie o hábito de desenvolver uma redação sobre algum tema da atualidade. Peça que alguém corrija o seu texto e tente melhorar no exercício seguinte.
“Quando chegar o dia, a prova será apenas um momento de demonstração dos seus estudos. Tente se manter calmo, porque isso fará total diferença na realização do exame”, afirma Iago Braga da Silva, professor da Monitorias Reforço Escolar.

Não basta só estudar
Os professores lembram a importância de incluir na rotina um período de descanso e relaxamento.
Fazer alguma atividade física também ajuda muito. “Não só pelos benefícios fisiológicos, mas por dar um bem-estar geral e uma descontração que amenizam o estresse”, diz Márcio Guedes, coordenador do Poliedro de São José dos Campos (SP).
O momento de lazer também pode ser usado em prol do aprendizado. “Qualquer atividade cultural contribui com a formação ampla que o Enem deseja. Assistir a filmes e séries, por exemplo, pode ser uma forma divertida e relaxante de obter repertório e conteúdo para uma prova”, afirma Falcão.

De olho no relógio

Os professores afirmam que é fundamental ficar de olho no tempo e aproveitá-lo ao máximo. Também é necessário treinar para fazer a prova no mesmo tempo em que você vai ter no dia do Enem.
“Para quem está encerrando o ensino médio, o foco no Enem deve ocorrer no contraturno das aulas do terceiro ano. Ele deve seguir essa rotina com a maior precisão possível”, diz Molina.