São Pedro é festejado na próxima quarta, encerrando as festas juninas

Apóstolo mais próximo de Jesus, São Pedro é conhecido como o santo que cuida das portas do céu e considerado o primeiro papa

Católicos celebram na próxima quarta-feira, 29 de junho, o último dos santos deste mês, São Pedro. Apóstolo mais próximo de Jesus, São Pedro é conhecido como o santo que cuida das portas do céu e, por isso, acabou ganhando fama entre os religiosos por fazer chover ou cessar inundações.
Ele também tem importância fundamental para o Catolicismo, por ser considerado o primeiro Papa e o principal organizador da Igreja como ela é nos dias atuais.
Para os católicos, São Pedro foi incumbido da missão de ser líder da Igreja de Cristo, assim como diz as escrituras “Tu és pedra, e sobre essa pedra edificarei a minha igreja” (Mateus 16:18). As tradições em comemoração ao santo envolvem acender fogueiras, erguer mastros com a bandeira do santo posicionada no topo e queimar coloridos fogos de artifício em sua homenagem.

Do pescador Simão ao apóstolo Pedro
Filho de Jonas e pescador de profissão, Pedro – que antes se chamava Simão – é natural de Betsaida, na Galiléia, às margens do lago de Genesaré, também conhecido como mar de Tiberíades. Ele, o irmão André, e Tiago e João, eram donos de uma pequena frota de barcos pesqueiros. Durante um período de baixa estação de pesca, André encontrou Jesus e comentou com o irmão sobre o “messias”. Simão quis conhecer Jesus e foi observado por ele.
Nele, Jesus via um homem autoritário, impulsivo, entusiasmado, franco, bondoso e extremamente generoso, e o elegeu um de seus escolhidos: “a partir de hoje você vai se chamar Pedro”.
A partir desse dia, Simão não seria mais pescador de peixes, mas de almas. Pedro renegou a Jesus por três vezes. Mas também várias vezes professou sua fé. “Onde iremos senhor, se só Tu tens palavras de vida eterna?” “Tu és o Cristo, o filho do Deus Vivo”. “Senhor, Tu sabes que Te amo”.

Apóstolo
Pedro era o principal apóstolo. Esteve presente nas bodas de Canaã. Foi ele que, em companhia de João foi encarregado de preparar a celebração da páscoa.
Reconhecido como um dos discípulos, que negou que conhecesse Jesus. Chorou muito e se arrependeu, por mais esta negação. Poucos dias antes de sua ascensão, Jesus lhe perguntou: “Pedro, tu me amas?”. E após o sim de Pedro, com estas palavras “apascenta meus cordeiros”, Jesus o confirmou como líder da igreja e lhe entregou todo o rebanho.
No ano de 64, Pedro estava preso condenado a morrer crucificado. Conseguiu convencer seus carrascos a crucificá-lo de cabeça para baixo, porque não se achava digno de ser tratado como Seu Divino Mestre.

Celebrações em Ituverava
Em Ituverava, São Pedro será celebrado nas duas paróquias. Na Paróquia Nossa Senhora do Carmo, como de costume, as comemorações terão início dia 30 de junho, com o Tríduo de preparação para a solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, que acontecerá nos dias 30 de junho, 1º e 2 de julho, às 19h, na Igreja São Pedro e São Paulo, no Jardim Guanabara.
A missa solene em honra a São Pedro e São Paulo será no dia seguinte, 3 julho, às 10h, também na Igreja que leva o nome dos santos.
Na Paróquia São João Batista, São Pedro e São Paulo serão homenageados durante as missas dominicais do dia 3 de julho, às 9h30 e às 19h.

Oração a São Pedro

“Glorioso apóstolo São Pedro, com suas 7 chaves de ferro eu te peço, eu te rogo, eu te imploro, abra as portas dos meus caminhos, que se fecharam diante de mim, atrás de mim, a minha direita e a minha esquerda.
Abra para mim os caminhos da felicidade, os caminhos financeiros, os caminhos profissionais, com as suas 7 chaves de ferro e me dê a graça de poder viver sem os obstáculos. Glorioso São Pedro, tu que sabes de todos os segredos do céu e da terra, ouve a minha oração e atende a prece que vos dirijo. Que assim seja. Amém”.