Secretaria da saúde adota novo método para combate ao Aedes aegypti

Foto de arquivo do trabalho de combate à dengue na cidade

O MI-Aedes consiste no Monitoramento Integrado do Aedes e foi instalado no município em outubro de 2023

Para reforçar intensificar o a luta contra o mosquito Aedes aegyputi, a Prefeitura de Ituverava, a Secretaria da Saúde e a Vigilância em Saúde de Ituverava contam agora com mais um grande aliado, o MI-Aedes, um método inovador e que, até então, era encontrado apenas em capitais ou cidades de grande porte.
O MI-Aedes consiste no Monitoramento Integrado do Aedes e foi instalado no município em outubro de 2023. Desde então, semanalmente é criado montado oo Mapa do Aedes e emitido um relatório para acompanhamento da presença do mosquito no município.

Estratégia
O Monitoramento conta com 151 armadilhas instaladas pela cidade, sendo 141 no perímetro urbano de Ituverava, 5 em São Benedito da Cachoeirinha, 3 em Aparecida do Salto e 2 em Capivari da Mata.
Os locais onde foram instaladas as armadilhas levaram em conta a ocorrência de casos, índices de infestação do mosquito e também a densidade populacional.
A instalação das armadilhas contou com o apoio da população, que permitiu que pudessem a ser colocadas instalação das mesmas em imóveis residenciais ou pontos comerciaisários do município.

Como funciona
Cada armadilha instalada em Ituverava é vistoriada uma vez por semana por um agente de endemias. Das vistorias, as fêmeas de Aedes aegypti coletadas são colocadas em tubitos e enviadas para análise laboratorial para saber se estão com vírus da Dengue, Zika ou Chikungunya,, e, assimdesta maneira, cria-sedo o Mapa do Aedes.
A ação possibilita o acompanhamento da infestação de mosquitos com o vírus, permitindo criar estratégias imediatas para intensificar o combate ao Aedes nas áreas em que há armadilhas com maior infestação do mosquito com o vírus.
O trabalho está sendo realizado também em parceria com as Unidades de Saúde, que acompanham os Mapas e são notificam notificadas da a situação dos seus bairros.

Apoio da população
Além do novo método, a Prefeitura, a Secretaria da Saúde e a Vigilância em Saúde reforçam a importância do apoio da população no combate ao Aedes, eliminando os possíveis criadouros do mosquito de suas residências. Essa atitude ajuda a eliminar o Aedes aegypti e, assim, evitar casos de Dengue, Zika e Chikungunya.
Entre as ações que devem ser adotadas pela população estãosão: cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas; vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água; colocar em sacos plásticos, fechar e colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água; não deixar pneus expostos ao tempo, nunca permitindo acúmulo de água dentro deles; usar cloro em piscinas, limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso; limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado; esvaziar garrafas, latas e baldes e guardá-los em local coberto; guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo, e guardá-las em local coberto; lavar semanalmente, com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais; lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda; evitar plantas como as bromélias, que acumulam água; entre outras ações.

Suspeita
Em casos de suspeita de Dengue, a orientação é para que a população se procure a Unidade de Saúde mais próxima do seu bairro para realizar fazer o exame e, caso precise, começar o tratamento adequado e fazer a notificação do caso, para acompanhamento por parte das autoridades de Saúde.

Avanço
A secretária da Saúde, Raquel de Paula Souza Rezende, destaca que falou sobre o MI-Aedes.
a “A instalação do MI-Aedes em Ituverava é um grande avanço para a saúde, que, pois permitiráindo que asnossa equipes acompanhem de perto a infestação do Aedes no em nosso município e atuem imediatamente nos locais com maiors incidência.
“Esse é um método inovador, por isso, somos umas das cidades pioneiras desse trabalho em nosso estado”, explica. Raquel.
A secretária ainda ressaltou a importância do apoio da população ituveravense
. “O combate ao Aedes é realizado durante o ano todo, sem interrupção. No entanto,Mas, só alcançaremos bons resultados com o apoio da população, eliminando os criadouros do mosquito e mantendo suas casas e quintais limpos e sem focos do Aedes”, finaliza a secretária da pasta ressaltando a importância do apoio da população no combate à dengue. Saúde.

Apoio da população pode ser imprescindível no combate á Dengue

Além do novo método, a Prefeitura, a Secretaria da Saúde e a Vigilância em Saúde reforçam a importância do apoio da população no combate ao Aedes, eliminando possíveis criadouros do mosquito de suas residências.
Essa atitude ajuda a eliminar o Aedes aegypti e, assim, evitar casos de Dengue, Zika e Chikungunya.
Entre as ações que devem ser adotadas pela população estão: cobrir caixas d’água, cisternas, poços e evitar entupimentos de calhas, vedar com cimento os cacos de vidro nos muros que podem acumular água, colocar em sacos plásticos, fechar e colocar no lixo copos descartáveis, embalagens, tampas, cascas de ovo e tudo que possa acumular água, não deixar pneus expostos ao tempo, nunca permitindo acúmulo de água dentro deles.
Também é importante usar cloro em piscinas, limpá-las com frequência e cobri-las quando não estiverem em uso, limpar as bandejas externas das geladeiras e ar-condicionado, esvaziar garrafas, latas e baldes e guardá-los em local coberto; guardar garrafas pet e de vidro sempre com a boca para baixo, e guardá-las em local coberto, lavar semanalmente, com bucha, sabão e água corrente, os vasilhames de alimentação de animais, lavar os pratinhos dos vasos de plantas e colocar areia até a borda, evitar plantas como as bromélias, que acumulam água, entre outras ações.