Teoria diz que Palpatine era um clone em novo Star Wars

O Imperador Palpatine voltou dos mortos em Star Wars: A Ascensão Skywalker, mas o filme não explicou como. Porém, como citado por fãs e pelo site Screen Rant, pela aparência do personagem em obras anteriores da franquia, o vilão mostrado pode ser um clone.
O conceito é recorrente no universo Star Wars. Nos filmes, a República fabricou um exército inteiro de clones do caçador de recompensas Jango Fett. Já nos quadrinhos de Star Wars, a clonagem já esteve envolvida diretamente com Palpatine para estender a vida do Sith.
Na série de quadrinhos Dark Empire, que faz parte da marca Legends – não se trata de uma história oficial da linha do tempo de Star Wars – Palpatine diz diretamente que cria clones para se manter vivo.
Nessa história alternativa, Luke Skywalker é atraído pelo vilão até o planeta Byss, que possui uma influência forte do lado sombrio (assim como Exegol, covil de Palpatine no filme).

Clones

Nesse mundo, Skywalker descobre que o lorde Sith cria vários clones. O poder do Imperador é intenso demais para ficar em um corpo, e ele frequentemente transmite a consciência para os clones.
Isso significa que o Palpatine que caiu no poço do reator da Estrela da Morte em O Retorno de Jedi (1983) não é o mesmo da HQ, pelo menos em corpo. Pode ser a mesma coisa que aconteceu em A Ascensão Skywalker. Entretanto, quais são os sinais no filme que apoiam essa teoria?
Palpatine revela nos minutos iniciais de AAscensão Skywalker que criou o Líder Supremo Snoke, personagem de Andy Serkis e antigo mestre de Kylo Ren. Ou seja, Snoke também é um clone.
Além disso, mesmo com a aparência de zumbi, o corpo de Palpatine em A Ascensão Skywalker não parece ter os ferimentos da queda em O Retorno de Jedi, o que torna mais plausível pensar que seja criado em laboratório.